Coopertradição anuncia início da construção de uma das indústrias mais tecnológicas do Paraná


08/11/2023
Fotos: Rodinei Santos/PMPB

Com capacidade produtiva inicial de 2.000 toneladas por dia, empreendimento será o maior da Região Sudoeste do estado


Na manh desta quarta-feira (8), a Coopertradio anunciou o incio das obras de uma das mais tecnolgicas indstrias de farelo e leo de soja do Paran. O comunicado aconteceu em uma coletiva de imprensa, realizada na matriz da cooperativa, em Pato Branco.

Aps um ano de planejamento e dez meses de terraplenagem, a cooperativa se prepara para iniciar a construo de um empreendimento que promete revolucionar o cenrio agroindustrial da regio Sudoeste.

Para o empreendimento, a Coopertradio est fazendo um investimento de aproximadamente R$ 700 milhes. Do valor, destacam-se os valores obtidos via BNDES e BRDE, de aproximadamente R$ 130 milhes; e o financiamento por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), de R$ 200 milhes este que o maior do estado do Paran.

Somente na primeira fase da obra, a indstria ter uma capacidade produtiva de 2.000 t/dia. Com isso, dar suporte a toda cadeia de industrializao de soja do Paran, a qual produzir leo degomado e farelo de soja.

O dado corresponde a 660.000 toneladas de soja ao ano o que representa o beneficiamento de 25% de toda soja produzida no Sudoeste. Hoje, apenas 20% da soja produzida no Sudoeste industrializada na regio. O restante destinado a outras indstrias e portos.

Com a nova indstria, a Coopertradio possibilitar o beneficiamento de mais 25% de soja, passando para um ndice de industrializao maior que 40%. Nesse primeiro momento da obra, vamos comear com a parte de recebimento, inclusive j contratamos os fornecedores para comear a receber soja no comeo de 2025. Com relao parte da esmagadora, comearemos as obras em janeiro e estrearemos no incio de 2026, explicou o diretor industrial e estratgico da Coopertradio, Fernando Alan Tonus.

Aps a execuo da indstria, sua expanso est prevista para cinco ou sete anos, onde espera-se atingir 3.200 t/dia. Para essa ampliao, sero necessrios R$ 100 milhes e apenas trs meses de obra.

De acordo com o presidente da cooperativa, Julinho Tonus, o anncio da construo da indstria motivo de muito orgulho e comemorao. um sonho muito grande, que surgiu h 20 anos, da nossa necessidade de criar algo que pudesse dar segurana para o agricultor do Sudoeste, e que est se tornando realidade. Isso nos deixa muito felizes e nos enche de esperana para o futuro.

O secretrio de agricultura e do abastecimento, Norberto Anacleto Ortigara, que tambm esteve presente no evento, reforou a importncia de uma indstria tecnicamente evoluda. Ns temos um movimento muito grande ocorrendo em todo mundo, em torno da descarbonizao, de um ambiente mais sustentvel. Ento, quando vem uma fbrica assim, que atente a todos esses quesitos, ela est absolutamente em dia. Esse o esprito da agricultura moderna.

O governador do Paran, Ratinho Jnior, tambm se manifestou sobre o empreendimento. Hoje, a Coopertradio uma das grandes alavancas do agronegcio paranaense. Esse investimento, que passa dos R$ 600 milhes, motivo de muito orgulho para ns paranaenses. aquilo que sonhamos para todo nosso estado, que a industrializao do alimento, deixando aqui o imposto e gerando empregos para nossa gente e, automaticamente, colocando valor agregado aos nossos produtos.

O prefeito de Pato Branco, Robson Cantu, ressaltou a importncia de um empreendimento como o da indstria que ser edificada na regio. Alm do ecossistema de trabalho, a indstria promover gerao de valor por meio dos benefcios fiscais, que circularo aqui, no municpio e regio. Ou seja, todo mundo ganha.

Inovao aliada a sustentabilidade

Planejada a partir do conceito de Indstria 4.0, a esmagadora ser uma das mais tecnolgicas do Paran. Com todos os processos automatizados e com os melhores equipamentos do mercado, a indstria, com fluxo trs vezes mais rpido que uma esmagadora convencional, ser totalmente sustentvel.

Temos como viso em nosso planejamento estratgico ser referncia em gesto cooperativa e em sustentabilidade. Por isso, temos algumas iniciativas particulares para o empreendimento, como o reuso de gua, a poltica de resduo zero, em que todo material que entrar no complexo se transformar em produto e subproduto, disse a diretora de governana, Mareli Linck Neitzke.

Alm dessas iniciativas, a Coopertradio tem um projeto bastante especial para a rea de reserva legal da indstria. A cooperativa est ampliando os 20% de reserva, estabelecidos por lei, para 30%. Com isso, obter uma reserva ambiental, que se transformar em uma estao ecolgica que ser disponibilizada comunidade local.

Desenvolvimento econmico

Com previso de faturamento anual na casa dos R$ 2 bi, o empreendimento movimentar toda cadeia produtiva de soja no Paran e, como consequncia, contribuir, direta e indiretamente, com a gerao de aproximadamente 400 postos de trabalho na Regio Sudoeste do estado.

Aqui no Sudoeste, ns temos um cooperativismo importante no agronegcio. E ns precisvamos ampliar a gerao de valor. Sabemos que a rentabilidade lquida para quem opera s com gros muito pequena. Historicamente, nas cooperativas, no ultrapassa 2% da rentabilidade lquida do movimento. J quem industrializa, agregando valor e completando a cadeira, isso pode dobrar, o que uma margem segura s cooperativas, o que vai permitir reinvestir, remunerar e dar segurana aos produtores, comentou o presidente do Sistema Ocepar, Jos Roberto Ricken.

Coopertradio - 20 anos
Via do Conhecimento, 1911 km 02
Pato Branco - PR
CEP: 85.503-390
Desenvolvido por BRSIS
Uma nova verso de nossa Poltica de Privacidade est disponvel em nossa pgina de Termos de uso, Lei 13.709/18.