Coopertradição sedia formação para conselheiros fiscais


24/05/2024


Todos os anos, após as assembleias, o Sistema Ocepar, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR), realiza a formação para conselheiros fiscais das cooperativas. Nos dias 21 e 22 de maio, a Coopertradição sediou o encontro da Região Sudoeste do Paraná, o qual reuniu cooperativas agrícolas e de transporte.

A formação foi ministrada pelo Analista Técnico da Área de Monitoramento, Rodrigo Donini e o Analista Técnico de Profissionalização, Fernando Mendes, ambos do Sescoop-PR. Os assuntos abordados incluíram desde informações básicas sobre governança, legislação, filosofia do cooperativismo e parte prática sobre processos contábeis, indicadores internos, atas das assembleias e plano de trabalho.

O modelo de governança cooperativa contempla dois conselhos, o administrativo e o fiscal. Segundo Donini,as ações administrativas competem ao Conselho Administrativo, mas quem auxilia no direcionamento das ações deste conselho é o órgão fiscalizador, no caso, os conselheiros fiscais eleitos em assembleia.


A abertura do encontro contou com a presença do Diretor Comercial da Coopertradição, Gelson Corrêa

“Eles estão ali para supervisionar, pedir vista de relatório, acompanhar os trabalhos. É sempre nessa linha de acompanhar o que está sendo executado, fiscalizar, propor alterações ou uma execução diferente, nunca realizar um ato administrativo”, detalhou Donini.

Para atuar como conselheiro fiscal, é preciso ser associado da cooperativa, ser eleito em assembleia e ter o certificado de participação em uma formação específica para o cargo. Essas são exigências da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

O cooperado Clarindo Stort, está como Conselheiro Fiscal da Coopertradição pela terceira vez e veio participar da formação para estar atualizado. Para ele foi importante o treinamento para ampliar os conhecimentos e desempenhar melhor a sua função.


A formação foi ministrada pelo Analista Técnico da Área de Monitoramento, do Sescoop0PR, Rodrigo Donini


“Nós temos várias demandas que a gente nem sempre sabe como resolver. E hoje eles estão trazendo muitas informações, conhecimentos que precisamos saber para expor nas nossas liberações com o presidente”, comentou Stort.

Os conselhos fiscais, das cooperativas agrícolas e de transporte, são formados por seis conselheiros: três efetivos e três suplentes. O mandato tem duração de um ano.

Para a Coopertradição, a formação dos conselheiros fiscais é essencial para o cumprimento da legislação vigente, garantindo que todas as atividades da Cooperativa estejam em conformidade com as normas legais. Assim como, é importante ter cooperados capacitados e atualizados, que desempenhem suas funções de maneira competente, contribuindo para uma governança transparente que resulte em crescimento e prosperidade.

Coopertradição
Via do Conhecimento, 1911 km 02
Pato Branco - PR
CEP: 85.503-390
Desenvolvido por BRSIS
Uma nova versão de nossa Política de Privacidade está disponível em nossa página de Termos de uso, Lei 13.709/18.