Coopertradição promove workshop para cooperadas com foco em evolução pessoal


24/06/2024

Evento abordou a importância das emoções e a presença feminina no cooperativismo


A Coopertradição iniciou no dia 17 de junho, um workshop sobre a importância das emoções e o papel das mulheres no cooperativismo. O evento é uma das ações de 2024, promovida pelo Núcleo Feminino para as cooperadas, que será realizado em nove cidades de atuação da Cooperativa.

A coordenadora do setor de OQS, da Coopertradição, Eliane Negri, é quem organiza e acompanha as ações do Núcleo Feminino. Ela contou que até o momento mais de 130 mulheres já participaram do workshop que foi realizado nas cidades de Clevelândia, Coronel Vivida, Mangueirinha, Renascença e Palma Sola - SC. Em julho, uma nova rodada passará pelas cidades de Mariópolis, Pato Branco, Palmas e Candói.


Cooperadas de Coronel Vivida durante a dinâmica da roda da vida


Os encontros estão sendo ministrados pela instrutora Vera Regina de Paula e Silva. Através de dinâmicas em grupo e falas sobre o papel da mulher no cooperativismo, ela tem levado conhecimento sobre o surgimento do cooperativismo e provocado reflexões sobre a importância das mulheres neste meio.

“O cooperativismo é inclusivo desde o início. Desde o seu nascedouro já existem mulheres na história do cooperativismo. Por isso, falamos sobre o papel delas aqui na Coopertradição, da importância de se unirem, se conectarem, participarem dos comitês, e juntas com a Coopertradição, possam crescer, se desenvolver e ser aquilo que elas desejam ser: mulheres de sucesso fazendo o que elas querem, seja cuidando da família, da propriedade, tendo suas empresas… porque o lugar de mulher é onde ela quer estar”, destacou.

Além de aprender um pouco mais sobre o cooperativismo, durante o workshop as cooperadas participam de dinâmicas, como a teia e a roda da vida, que as instiga a olhar para si mesmas e analisar como está a vida, o relacionamento com a família e as pessoas do seu convívio pessoal e profissional.


Cooperadas de Palma Sola



“Na abordagem completa, passamos também uma pequena pincelada na questão, que é extremamente importante hoje, que é o autoconhecimento. E convidamos as cooperadas a analisar sobre como está a sua roda da vida. O que as faz feliz? O que elas podem fazer por si mesmas e o que elas podem buscar na Cooperativa, para que sejam uma pessoa, uma mulher, com mais participação, mais percepção de bem-estar”, complementou Vera Regina.

Zuleide Terezinha Prigoli Ruaro é cooperada da Coopertradição há mais de 15 anos e contou que este foi o segundo evento organizado pelo Núcleo Feminino que ela participou este ano e foi muito interessante, uma oportunidade que trouxe aprendizados que as cooperadas levarão para as suas casas, para as suas vidas...

“A palestrante, a Vera, foi muito legal. Ela explicou muito bem e foi gratificante passar uma tarde assim, escutando ela falar. Só coisa boa! Eu gostei muito!”, destacou Zuleide.

O propósito do evento é oferecer às cooperadas momentos de descontração, mas também, aproximá-las da Coopertradição, criando conexão entre elas. É uma forma de uni-las, instigá-las a explorar o seu potencial, a sair da zona de conforto e da rotina do dia a dia.


Cooperadas de Mangueirinha


Para a cooperada Dalila Makki o evento cumpriu com a proposta, pois foi uma tarde de alegria e compartilhamento.

“Foi uma experiência única, onde nós compartilhamos conhecimento, autoconhecimento, união, informação. Foi uma tarde de muita alegria. E isso certamente vai se estender para as nossas casas, porque foi assim uma tarde que nos tocou. Falamos muito de família, de servir ao próximo, de servir a comunidade, de colaborar. Foi muito especial”, relatou.


Cooperadas de Renascença realizando a dinâmica da teia


No decorrer da história, homens e mulheres uniram-se e cooperaram por uma mesma causa, dando início ao cooperativismo. E é fundamental que as mulheres continuem participando e dando a sua contribuição nas ações da Cooperativa, visando um futuro próspero e sustentável para todos. Eventos e ações, como o workshop, são oportunidades oferecidas às cooperadas para que elas se conectem e estejam cada vez mais presentes nas ações da Coopertradição.


Cooperadas de Clevelândia realizando a dinâmica da teia





Coopertradição
Via do Conhecimento, 1911 km 02
Pato Branco - PR
CEP: 85.503-390
Desenvolvido por BRSIS
Uma nova versão de nossa Política de Privacidade está disponível em nossa página de Termos de uso, Lei 13.709/18.