"Safra cheia e estoques dão segurança alimentar ao Paraná diante do coronavírus"


26/03/2020


Em matria divulgada no site do jornal Gazeta do Povo, na ltima quarta-feira, 25/03, Jos Roberto Ricken, presidente do Sistema Ocepar, falou sobre as aes das cooperativas no Paran. Confira:

"A linha de produo de alimentos no Paran, at o momento, no foi afetada pelos reflexos do coronavrus na economia global. Representantes da agroindstria tranquilizam consumidores e dizem que, mesmo diante de uma pandemia, o estado est bem abastecido inclusive com safras recordes -, preparado para continuar produzindo e para suprir o mercado. Para eles, no h razo para pnico."

"Apesar dos impactos da Covid-19 no mundo, as indstrias alimentcias do Paran esto trabalhando em um fluxo normal. As cooperativas, por exemplo, que respondem por 65% da produo de gros e 45% de carnes e lcteos no estado, seguem produzindo sem restries.

Jos Roberto Ricken, presidente da Organizao das Cooperativas, o Sistema Ocepar, esclarece que os excelentes resultados da ltima safra so fundamentais para atender com normalidade a populao. No podemos entrar em pnico. A situao catica, inesperada, mas temos uma safra grande nos armazns, temos oferta de alimento. Alm disso, a nova safra de milho vai dar sustentao para a produo de carne do ano todo, explicou.

"De acordo com dados divulgados, no dia 31 de janeiro, pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, a safra paranaense de gros de vero 2019/2020 pode chegar a 23,4 milhes de toneladas, valor 19% superior ao da safra anterior, quando foram produzidas 19,7 milhes de toneladas.

Reinaldo Tockus, gerente de Relaes Institucionais e Assuntos Internacionais da Federao das Indstrias do Estado do Paran FIEP destacou o fato de a produo regional ser capaz de abastecer at mesmo em escala nacional. O Paran tem a vantagem de ser um dos maiores produtores do Brasil no setor agrcola e, tambm, de carne e derivados. Contamos com abundncia de alimento que favorece todo o Brasil, e com isso estamos frente de outros pases, contou.

Tockus defendeu que mesmo que haja grande demanda de produtos, com consumidores comprando produtos em grande quantidade, a oferta ainda continuar a existir. Aqui o desabastecimento pontual. Se uma gndola de supermercado estiver vazia porque teve consumo excessivo em determinado momento, tudo vai ser reposto. Somos grandes exportadores, e, alm disso, temos uma reserva para garantir o abastecimento interno, afirmou.

Valter Vanzella, diretor-presidente da Frimesa, central de cinco cooperativas que atua nas cadeias de carne suna e lcteos, explicou que foram tomadas medidas de contingncia na produo para dar segurana e confiana aos funcionrios, mas que no houve nenhum impacto na produo. No tivemos interrupo de produo em nenhum momento. Estamos tomando medidas de segurana e pessoas consideradas como grupo de risco esto em casa. Alguns compradores que sofreram reflexos da paralisao como bares e restaurantes cancelaram pedidos e pediram renegociao dos pagamentos e entendemos. Seguimos produzindo, detalhou.

Reao em cadeia

Apesar da tranquilidade em relao produo e abastecimento, o alerta para que os demais elos da cadeira produtiva sigam em funcionamento. Somente com todas as pontas trabalhando, o fluxo continuar normal na indstria de alimentos do Paran. Temos que pensar em toda a cadeia produtiva. O consumidor no compra s a carne, mas tambm o sal, o tempero, o plstico que embala, a pea de metal que fecha a embalagem, o papelo. Tudo isso fundamental e as autoridades precisam garantir o funcionamento do todo, Tockus."

"O presidente do Sistema Ocepar destaca tambm a importncia da logstica seguir a pleno vapor. Tem que ter toda a cadeia para chegar ao consumidor e, nesse sentido, a distribuio fundamental. Vimos com a greve dos caminhoneiros em 2018 o caos. Todo o setor precisa zelar para que o fluxo permanea normal. No podemos nos dar ao luxo de parar. No momento de pnico, mas sim para juntar foras, finalizou Ricken.

Fonte: Gazeta do Povo (25/03/2020).


Coopertradio - 20 anos
Via do Conhecimento, 1911 km 02
Pato Branco - PR
CEP: 85.503-390
Desenvolvido por BRSIS
Uma nova verso de nossa Poltica de Privacidade est disponvel em nossa pgina de Termos de uso, Lei 13.709/18.